quinta-feira, 14 de abril de 2011

Medo do que não sei




Como pode alguém ter medo do que não sabe? Se você não sabe, não é mais fácil acreditar que o que virá pela frente é bom?

Já me peguei pensando nisso diversas vezes. Acontece que eu estou diante de um desafio profissional que, como o próprio nome diz, é desafiante. O meu medo é não saber fazer. É assumir algo novo, novas responsabilidades, novos compromissos, novas metas e não conseguir cumprir.

Eu sei que todo mundo passa por isso, mas agora está acontecendo comigo, e eu estou com medo... medo do que não sei.

Conversando com as minhas amigas vejo que isso é algo mais forte nas mulheres. Se fosse um homem na minha posição, um "gerento" (estou tendo aulas de concordância de gênero com a Dilma), ele hesitaria? Acho que ele ficaria feliz de ter tantas "oportunidades" pela frente.

Confesso, às vezes perco o sono. Sei que eu não deveria me "pré-ocupar" tanto, mas eu sou assim (síndrome de Gabriela: 'Eu nasci assim, eu cresci assim...').

Mas no fundo eu sei que se eu não bater as metas, se eu fizer uma grande 'cagada' no trabalho, se eu ferrar com um projeto, sabe o que vai acontecer? Nada. Na-di-ca-de-na-da. A vida vai continuar. Pode ser que eu perca o emprego e tenha que achar outro, porém isso já aconteceu comigo antes e as mudanças sempre foram pra melhor.

Fora que eu não contei que essa semana eu levei um super susto. Recebi uma super proposta para ir para Pequim. Uma oportunidade profissional. E eu não fiquei feliz. Na verdade eu me desesperei achando que ia ter que terminar o namoro (ser apaixonado é buuurro), recusei a oferta e... sabe o que aconteceu? Nada. Na-di-ca-de-na-da. A vida continuou.

E eu continuo aqui, nesse lugar que é a minha cabeça - uma cabeça do tamanho de um planeta e tão sub-utilizada...

3 comentários:

Mulheres Apaixonantes disse...

Lu, esquenta a cabeça não, posso contar um segredo, vc não tá sozinha neste lance de medo, euzinha aqui to com maior frio na barriga por conta da Feira Mulheres Apaixonantes que me meti a besta a fazer, ai que meda...mas estou fazendo meu melhor e isso é o que me conforta. Insonia, tensões...ah, já viraram minhas amigas. O máximo que vai acontecer é tudo dar errado e tudo continuar igual, pq eu tentei, não fiquei na coluna dos que só queriam fazer e não fizeram. Beijos, Bia Santos
Te amo, amiga!!!
Divulga ai meu evento para os seus contatos.

Rogir disse...

...o medo é uma linha que separa o mundo;
...o medo é uma casa onde ninguém vai;
...o medo é como um laço que se aperta em nós (Lenine).Beijocas

ReBittencourt disse...

Isso ai amiga, o medo faz parte mas a vida continua, o importante e nao deixar ele nos paralizar (hahaha falou a corajosona!)
Bjs, saudades e chocolates. Boa Pascoa!