quinta-feira, 28 de julho de 2011

Música de fossa



Por mais que a gente queira sair da fossa-pós-fim-de-namoro, volta e meia a gente fica se boicotando. Eu adoro ouvir música e sempre que posso estou com o meu iPod por aí. E é claro que nessa fase de adaptação após rejeição a gente sempre acaba ouvindo aquelas músicas de dor-de-cotovelo.

E eu tenho uma coleção delas. Além de escutar, eu ainda as canto dramaticamente na rua. Imagina eu dando uma de Mariah Carey cantando um rasgado "So take a look at me now, there's just an empty space", ou como a Alanis soltando "I'm here to remind you all the mess you left when you went away".

E olha que a minha seleção musical tem de tudo. E eu me pego dando replay nas Brazucas também, como aquela do Nenhum de Nós que fala "Diga a ela que que você me viu e que eu parecia muito bem, apesar de tantas noites vazias" ou O Teatro Mágico em "Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar", o Skank em "Sei que amores imperfeitos são as flores da estação", a Pitty cantando "Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se curam", e até mesmo Sandy e Júnior com "Abri os olhos, não consigo mais fechar, assisto em silêncio até o que eu não quero enxergar".

Normalmente eu escuto essas músicas com uma certa angústia e botando todas as minhas emoções pra fora, mas confesso que caí na gargalhada quando do nada tocou um Pato Fú com a "Quase". A música tem aquele jeitinho debochado do Pato Fu, mas é redondamente assertiva, tanto que essa eu faço questão de deixar um pedacinho pra vocês:

"Quase um amor, quase um caminho que me deixou quase sozinho. E apesar de ter ficado quase um ano quase morto de paixão hoje já estou quase bão".

Tá, não é engraçada, mas se pensar bem foi mais ou menos isso o que aconteceu.

Bom, fico por aqui com o meu masoquismo musical,

Frô.

4 comentários:

Rogir disse...

Ok.Ok.Tudo bem.Ninguém é de ferro.
Sempre acho que é mais fácil "esquecer"se vc se lembrar de cada defeitinho que o "traste", tem.
Mas daqui há pouco, chega a hora do "baba baby"

bjks

Mulheres Apaixonantes disse...

Frô, Belo momentos vc viveu, se permitir, Belo é ainda mais o seu poder de sofrer o suficiente e abrir seu coração para viver novos belos amores. A vida é de recomeços!!!

Beijos, Bia

Monica disse...

Frô, cá estou eu de volta para deixar de ser fantasma, efetivamente, rsrsrs... Estou gostando de acompanhar seu blog e por mim, você pode continuar a escrever! Quem sabe um livro, mais prá frente?! Então, passei prá dar a dica de uma música linda, da mais nova queridinha da mídia, a cantora Adele. A voz dela realmente é linda e na música: "someone like you", parece um punhal, nossa... E combina com esses momentos, os quais divido com você, e te asseguro que vão passar!! Boa sorte!!!

Marla Yasmin Diz disse...

Procurei na net algo que citasse "Medo do que não sei" e encontrei esse blog por acaso. Adorei. Tô curtindo tudo.